Poeta André Vasconcelos

Poeta André Vasconcelos
Mensageiro Natural de coisas Naturais

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Faça sua "Festa"


Faça sua "Festa"


BUM BUM BUM

É o rojão chegou para anunciar uma nova “Festa” esquecem o fundamento e vão se divertir...

Vão gastar o que não tem , vão agradecer pelo que não aconteceu não sabem do mal acham tudo normal e agradecem a deus é a festa dele também ?

Opa mais um bando de fingidos lhe parabenizam no ultimo dia do ano e o restante é tentando prejudicar...

Mas é festa né não, no ultimo dia entrego o perdão e o resto do ano querendo queimá-lo no colchão, é o mal se fazendo de bonzinho, alguns minutinhos os traiçoeiros com a carapuça tipo chapeuzinho.

Eu não...

Meu coração é a solução do sem perdão, é a solução da ingratidão pega a festa lá e encontrará a solução.

Eles sempre querem teu bem, no fim do fim é o seu fim que há eles satisfaz, mas nada terá sua importância quando as batidas derem 00h01min, isso sim terá importância, beber ate cair e se cair já foi é “Festa” aos inimigos existem ate trégua, mas pra eles sempre é assim que acontece, bum bum bum rojões anunciam uma nova etapa para muitos, mas talvez minha geladeira não diga o mesmo o meu cotidiano não me alegra, quem sabe tive mais perda do que ganho , talvez lutei mais que antes e ainda meus sonhos permanecem em estantes, pra mim historia é historia e não estória, tudo é muito real nada de conto e mesmo quando conto é um conto verídico de quem não olha só para seu umbigo, seja bendito ao que sabe amar sem precisar “Festejar” a vida é festa que deixa sobras... E as sobras do dia seguinte são doloridas, cheias rancor,magoas e meu congelador esvaziou antes da hora e agora quem da “Festa” irá ajudar? Ontem éramos irmãos, será que ainda permanece agora que a “Festa” acabou

Sei lá como sempre destemido, sozinho, mas com o costume de quem sabe ultrapassar barreiras só, como sempre quis viver, a multidão não me dá prazer e nunca dará confiar em quem, quando sempre se esteve sozinho, não será a “Festa” que me fará negligenciar o que vivo, o modo que conduzo o sentimento de solidão é palpável há quem não se vive pela carência de se ouvir um agrado, sem mesmo saber se o coração é o autor dessas falas lindas cheias de hipocrisias de mentira de burrice dos maus.

Mas demorou é “Festa” vamos engolir tudo, até o peru tem seu símbolo e você simboliza o que, gasta o que não tem em janeiro comece sofrendo mas é “Festa” nem to vendo, vou estourar no meio tanto o cartão de credito , quanto meu fígado e os inimigos eles já estão dormindo em dia de “Festa” até estória passa a ter seu pingo de verdade tudo presta afinal é “Festa”.


André Vasconcelos

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Agradeço Sempre

Agradeço Sempre

Essa carta como sempre tudo que faço tem direção certa.

Quero agradecer a todos aqueles que fizeram de um ano não tão bom minimizar a dor e me fazer perceber um novo jeito de viver...

Amigos ,amigas e irmãos , fiz vários esses anos uns permaneceram sempre por perto e nunca deixaram a peteca cair,fico feliz só de imaginar o respeito que construir em mais este ano o respeito que depositei am alguns muitos deles ainda permanece o respeito outros já não comento. Ano difícil familiar minha esposa e meu filho tiveram uma segunda chance de viver pra eles muito amor a Deus só agradecer, me mantive vivo sobrevivendo mesmo quando alguns diziam vai assim mesmo, comigo não, eu não me vendo perdi um emprego com minha esposa e o filho internado em uma UTI me vender pra dono de empresa nem pensar, você se dedica faz varias situações e na hora que precisa de um segundo de atenção ta lá mais uma demissão, mas foi firmão fiquei feliz por saber que quando não nos vendemos as portas demoram mas se abrem e quando abriu meia fresta eu entrei e dei uma voadora e arrebentei a porta é isso mesmo.

Muitos se foram poucos ficaram mas meu alimento nunca foi fraco.

Alimento-me de verdade sempre com muita coragem, desistência não esta no cardápio, pra tomar, fui de sinceridade e respeito e quando preciso dei murros no meu próprio queixo e quando se fez necessário quebrei o maxilar de alguns derradeiros e pra somar já disse que entreguei e fui presenteado com respeito.

Aos amigos estou sempre fortalecendo é o mínimo que posso estar fazendo, aos irmãos que me apóiam na literatura periférica marginal foram duas participações este ano e uma parte importantíssima desse meu ano, o causador desse meu orgulho lá vai Alessadro Buzo, o cara com uma amizade impar o respeito infinito e a boa vontade que tanto tenho escrito,ta ai fiz questão de apresentá-lo esse final de semana ao meu Guerreiro Luis Gabriel (Meu Filho) ele e Marilda Borges só faltou o Evandro mas não irá faltar oportunidade da família toda se conhecer, tenho orgulho do Sobrenome Progresso pela humildade e respeito quando nem sabia quem eu era e ainda não sou muito mas já tenho marcado no peito sou #Suburbano Convicto e foi lá que conheci diversas pessoas importantes pessoalmente, CriadasRuas, Jéssica Balbino , (Daniela e Japão Viela17 presentes na alma ) Tubarão , Walner Danzinger, Emerson Alcalde, Altamiza Melo aquele loko do Cislando, Andrio e todo o coletivo, Mel Duarte e tantos outros que não me recordo agora Mas que fortaleço sempre que posso, poetas e coletivos que sempre fortalecem , obrigado sempre meus amigos a minha poesia ama vocês e como ela e eu somos Um só... Amo vocês outra vez.

Aos que não conheci pessoalmente, mas que sempre fortalecem no meu blog com minhas poesias sem massagem, obrigado a todos pelos comentários e desculpem minha ausência esse ano foi pesadão.

Minhas participações nas coletâneas.

PELAS PERIFERIAS DO BRASIL VOL 5

POETAS DO SARAU SUBURBANO.

*Culpado Alessandro Buzo*

AMIGOS E AMIGA UM OTIMO ANO PRA VOCES MESMO QUE SEJA SOBREVIVENDO OUTRA VEZ....

A Essência não morreu e nada nos corrompeu a sobrevivência segue outra vez... Entre eu e vocês.

Humildade,Respeito e Essência.

André Vasconcelos

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Será Bons Modos

Será Bons Modos
Autor - André Vasconcelos

Bom dia!!!

Bom dia porque?

Só se for bom dia pra você.


Assim iniciou o dia...

Rua escura é muito cedo ,

Rua vazia.


Sigo para o ponto de ônibus buzão lotado.

Gente empurrando, outras até são educados.

A maioria aqui não sofre calado...


Logo cedo detona.

Ônibus do caralho.


Sacolejando as almas vazias de lá pra cá.

Depois de uma hora vou descer e ainda caminhar...

Porra ta difícil lutar...


Quatrocentos reais por mês todos os dias 12 horas sem parar.

Meu deus o inferno é aqui não existe outro lugar.

Buracos nas avenidas, buracos nas calçadas.

Onde deve andar os sobreviventes do dia-a-dia.


Política, votos, candidatos ta foda é pecado chamar de palhaçada

Os palhaços não merecem esse descaso.

Chego atrasado, chefe emburrado e aquela promoção por pirraça.

Vai pro ralo.


É Foda achar que todos têm um preço.

Quem sabe amanhã ele não venda até a mãe.


Sacramentou, argumentou a burguesia não agüentou.

Você está demitido seu argumentador...

Pois bem to saindo.


A verdade é dura mesmo povinho fingido.

Sou do povo que acorda cedinho.

Humilhado por um trocado.

Não sou você seu ingomadinho.


Que quando o bicho pega se vende facinho.

Pra ficar bonitinho pro manos e pro seu chefinho.


Ela dói , corroí, espeta e as vezes vira arpão.

Pra pegar falador e se vacilar matar quem se acha leão.

Sem alarde prazer “A Verdade”



terça-feira, 22 de novembro de 2011

Entendeu...

Entendeu...
Autor - André Vasconcelos



Ando vagando por ai.
Lutei mas sempre me feri.
Já os que nunca gostaram de mim.
Não pode mais sorri, pois eu venci.

Demorei , me incomodei e resisti.
Superei, o sofrimento eu digeri.

Ninguém, além do que já foi dito.
Nada alem pra quem só pensa em seu umbigo.
Todos nós seguimos, chorando sofrendo e sorrindo.

Para Deus eu sigo pedindo.
A paz , a força a resistência.
Fortalecendo a consciência.
Para não ser mais um sem ciência.

E como pensar.
Não esmoreça.
Seja forte, a solidão desobedeça.
Assim a mente avança.
Ela será sua fortaleza.

Não se abata e nem pense em desisti.
Pois fracos são aqueles que te viram sofrer
e começaram a sorri.

Tem um monte nesse mundo de visconde.
Desejando o seu mau pra tentar sobressair.
Mas como sempre renascemos das cinzas.
Eles sempre se escondem e da cova onde vivem
Nunca mais vão sair...

Podemos dizer...
Resisti e venci.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Um Conto, Uma Dor e a Vida.


Um Conto, Uma Dor e a Vida
Autor - André Vasconcelos

Bom dia, Fernanda!

O que conta de novidades

Parece tão melhor que antes, esta com o sorriso largo, uma paz no olhar e que tem de novo pra me contar.

É Ricardo ando bem sim.

Estou muito feliz,muita coisa mudou pra melhor em mim.

Sabe Ricardo o Rogério não para de perguntar por você.

Toda vez que eu te procuro, sua mãe me diz, foi para o role.

Ricardo diz:

Mas isso depois a gente vê, você esta enxuta Fernanda, seu cabelo diferente sua boca mais carnuda nossa você melhorou.

Melhorei sim, mas os meus princípios são os mesmo, meus cabelos sempre foram esse é que agora tenho dinheiro para ir ao salão de beleza e se estou enxuta foi pela tristeza e angustia que não me deixava alimentar e até anemia para me arruinar.

Então Ricardo, mudei sim, mas existem coisas que não muda, seu filho que tanto te adorava, já não tem tanta certeza, você combinou de pega-lo toda semana e já são meses sem ver o Rogério.

Continua Fernanda...

Nos dias de guerra, eu me dediquei nos dias de vida dura eu permaneci firme, de barriga vazia eu até agradeci, mas você Ricardo, não respeitou.

Foi um covarde nosso filho com 5 anos e já presenciando aquela cena, você me furando com uma chave de fenda.

Você é um covarde me riscou com a ponta de um canivete, minha pele cheia de marcas e ainda encontro forças pra te procurar, pelo Rogério que não entendia muita coisa na época e ainda tinha você como herói...

E ai Fernanda, esta querendo me complicar com o Rogério, se ameaçar eu te quebro e nem vou precisar de lhe riscar, pois os riscos estão na sua pele daqui posso contemplar.

É eu sei Ricardo, estava aqui pelo Rogério, pois por você nunca vou estar, eu mudei e mudarei ainda mais.

E aquela paz que diz que percebeu em meu olhar Ricardo, é a paz de estar só sem ser violentada e agradecer, por não ter sido morta, sei que você não se importa.

Ricardo diz...

Não me importa e pode ir embora já me atormentou, encheu o saco preciso sair...

Tudo bem, seu filho e eu vamos partir, hoje ele entende mais as coisas e sabe o que você representa sabe que as marcas que trago em meu corpo muitas vezes foi para não atingi-lo, e sei, o mau caráter é sua essência, nessa hora Rogério sai da sala e pede licença e diz...

Mãe... Vamos embora daqui, a mesma marca que você tem a nova namorada desse ai tem também e seu nome é Ivani ela esta no quarto toda arrebentada nem consegue sorri, vamos embora daqui.

Fernanda e seu filho Rogério vão embora e nunca mais voltaram ali.

Ricardo mudou...

Mudou de casa , mudou seu jeito agora ele escuta mais e nunca mais bateu em ninguém...

Nunca mais, depois que matou Ivani...

Como disse, ele mudou mesmo.

Agora esta preso, só recebe ordens, ele agora é correio dentro da cadeia, é também servente e até cozinheiro é tudo menos um homem Valente...

Fernanda se rendeu ao amor e se casou seu marido ama o Rogério, como se fosse o próprio pai.

Bom levando em consideração que ele nunca teve um pai de verdade, Rogério o chama e o respeito como seu próprio pai.

E as marcas de Fernanda não as da pele, mas sim a da alma, aos poucos vão se curando com o amor recebido pelo seu marido.


Fernanda por fim diz...

Adeus amor bandido.


domingo, 6 de novembro de 2011

Lápis e Pessoas



Lápis e Pessoas

Autor - André Vasconcelos



São computadores.

Temos papeis, canetas.


Diversos mouses, lapiseiras.

Temos telefones e carimbos.

Calculadoras e lencinhos...

Temos tudo isso...


E varias pessoas manuseando.

Elas, até na mesa passam um pano.


Mas elas não se cumprimentam.

São como lápis , parados sem reação e sentimento.

Triste situação dos seres vivos, que em vida vão morrendo.


Cada um se acha mais que o outro...

Por isso, sendo mais, não se olham.


Poucos ganham salário alto.

Por isso suas amizades são caras...


Só andam de carro importado.

Por isso não conhecem o porteiro, que abre a porta do carro.

Assim eles vivem.


Como lápis, telefones e computadores

Sem reação,sentimento.

Só vislumbram dinheiro...


E assim vão morrendo...

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Vai Sonhando

Vai Sonhando

Autor - André Vasconcelos



Queria conviver sempre assim.

Sinceridade ,verdade simplicidade enfim.


Gostaria de viver assim.

Há sombra de uma arvore.

Sem a sombra da maldade


Respirar ar puro

E não o ar que entope nossas vias respiratórias.

Situações tão contraditórias.


Quero buscar meu lugar ao sol

Mas lutar contra situações e não contra o mau caráter das pessoas.

Quero dormir sem me preocupar se estão fechadas as portas,portões.


Pensando aqui com meus botões, aquela grade tão alta

Que não me deixa ver a calçada , realmente sou um prisioneiro dentro de mim.

Quero deixar a porta do carro aberta sem precisar de alarme.


Quero senti a brisa suave do vento,pois eu só ando correndo.

Quero ir onde você nem lembre que existe a televisão.

Quero deixar de sobreviver quero mesmo é um pouco Viver.


Quero ter mais do que perder...

Quero que o sangue pare de escorrer pelas valas,calçadas , favelas e quanta arruaça.

Quero parar de sobreviver...


Quero ver meu riso puro no seu olhar.

E como um bumerangue volte pra mim ao te olhar.

Quero andar descalço.


Conhecer quem esta do outro lado.

Criar vínculos sem interesses.

Quero trabalhar muito


E que esse muito me leve há um salário digno.

Eu quero tudo isso.

Uma pena pois vejo isso só quando estou dormindo.


Pelo menos meu sonho ainda está vivo.

É com ele que sobrevivo sorrindo.



André Vasconcelos

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Felicidade as Crianças (Dia das Crianças)

Felicidade as Crianças (Dia das Crianças)

Eita lá vem eles.

Sorridente.

Ela já vem.


Com brinquedo na mão

Vem com o sorriso no rosto.

Para ele não há desgosto.

Ela corre , brinca com muito gosto.

La vem ele com o brilho no olhar.


Sorrindo, irresistível não pega-lo.

Colocar em meus braços, e se puder até dormir.

Sentir seu indescritível perfume.


Vem sorridente e me faça feliz.

Em todos os meus planos.

Eis tudo o que sempre quis.


Nada se compara.

Ninguém se compara.

Meu bem querer.


Hoje é ela e você.

Dia 12 ta chegando.

E eu faço essa homenagem.


Nesse amor não há engano.

Filho e filha.

O amor da minha vida.


São pra vocês que dedico meus dias.

A minha luta é por vocês e pra mim se der também.

Depois de vocês.


Não penso muito em mim.

É um amor tão diferenciado.

Que não cabe a mim explicar.


Parabéns as crianças...

Que elas possam aproveitar...

Pois esse amor e tão singelo...


E é esse amor que vim buscar....

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS A TODOS E EM ESPECIAL

( ALICIA E LUIS GABRIEL ) “Amo Vocês”

Felicidade as Crianças (Dia das Crianças)

Felicidade as Crianças (Dia das Crianças)

Eita lá vem eles.

Sorridente.

Ela já vem.

Com brinquedo na mão

Vem com o sorriso no rosto.

Para ele não há desgosto.

Ela corre , brinca com muito gosto.

La vem ele com o brilho no olhar.

Sorrindo, irresistível não pega-lo.

Colocar em meus braços, e se puder até dormir.

Sentir seu indescritível perfume.

Vem sorridente e me faça feliz.

Em todos os meus planos.

Eis tudo o que sempre quis.

Nada se compara.

Ninguém se compara.

Meu bem querer.

Hoje é ela e você.

Dia 12 ta chegando.

E eu faço essa homenagem.

Nesse amor não há engano.

Filho e filha.

O amor da minha vida.

São pra vocês que dedico meus dias.

A minha luta é por vocês e pra mim se der também.

Depois de vocês.

Não penso muito em mim.

É um amor tão diferenciado.

Que não cabe a mim explicar.

Parabéns as crianças...

Que elas possam aproveitar...

Pois esse amor e tão singelo...

E é esse amor que vim buscar....

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS A TODOS E EM ESPECIAL

( ALICIA E LUIS GABRIEL ) “Amo Vocês”

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Amor Desigual




Amor desigual.
Autor - André Vasconcelos


Hei moça onde andou.
Fiquei te esperando a noite toda e você não chegou
O que aconteceu isso nunca ocorreu.

Procurei por diversos lugares.
O telefone não tocava.
Sua voz não escutava.
Não sabia onde você estava.

Voltei pra casa.
Sentei no sofá minha mente maquinava.
Onde ela andará

Minha respiração falhava.
Meus olhos entristeciam
O nervoso me consumia.
Mas de você nem sinal.

Fiquei preocupado.
A noite inteira acordado
E eu achando que tinha te conquistado.

Você chegou e trouxe um silencio perturbador.
Porem mais uma vez o silencio falou.
Meu coração que tanto se consumia
Com o seu silencio, recuou.

Obrigado por demonstrar o carinho e afeto.
Agora o coração esvaziou por completo.
Mas tudo é um aprendizado.
E nada que se sente é banal.
Eu decreto o fim.
Desse amor desigual.

sábado, 3 de setembro de 2011

Meu Amor Dorme






Meu Amor Dorme
Autor - André Vasconcelos

Deite sobre esse lençol.
Que teu sono vou guardar.
Esse vendaval vai passar.

Deite e dorme, pode descansar.
Vem meu anjo.
hoje vou lhe venerar.
O meu peito até inflama.
Quando ouço seu respirar.

Eu sei está sendo tão dificil.
E minha maior certeza
É que estou contigo em tudo isso.


Foi na Dor com Amor.
As vezes Flor sem Rancor.
E como o voo do Condor.
Eu te pego em meus braços
E te chamo meu amor.

Por você vou cuidando.
E não haverá desengano.
Minha nega eu te ouço.
Até pelo Respiro do seu sono.

Deita e Dorme.
Guardarei seu sono.





quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Não Vejo Nada


NÃO VEJO NADA

Vai e vem de ninguém.

Mas eu , eu vejo alguém?


Permanece o vai e vem.

São varias pessoas mas

Não vejo ninguém.


Eles querem ser mais...

Eles tentam ser mais...

São apaixonados por status

Pra mim tanto faz.


Continua o vai e vem.

E pra se manter “Alguém”

Trapaceiam e vão alem...

Eles mesmos se maltratam.

Os manos e as minas fracas.


Estou no meu mundo de informação.

Eles aqui querem status dinheiro carrão.

Não que eu não queira mas me vender não será a solução.


É um vai e vem

Será que tem mesmo alguém ?

Elas se maltratam,humilham bastante.

O ar de superioridade é gigante.


Será que eles entendem alguém.

Aqui é vencedor quem vier com um

sapato importado que ninguém tem.


O carro mais caro é vencedor também.

É tanta gente e não vejo ninguém.

Elas se misturam no lodo da vaidade.


Eles acham que pode.

Apartamento de luxo,

Carro de luxo.

Só não é de luxo a essência o legado a sabedoria.


Porque eles se vendem e ficam a reveria.

Viram um robô manipulado por dinheiro e fama.

Pra eles isso é alegria, que drama.

Já chegou ali, o fim da vida.


E o fim é quando seu inicio é esquecido.

Os Verdadeiros vão permanecendo vivos.

André Luis

sábado, 13 de agosto de 2011

Baseado em Fatos Reais



Baseado em Fatos Reais
Autor- André Vasconcelos


Menino aos 12 já apertava um baseado.
Nunca teve atenção sempre andava chateado.
Fez da erva sua grande amiga
Saiu de casa, com sua Familia era só briga.

Foi pra rua sem dinheiro sem trabalho.
Começou a Roubar, para ter sua amiga
O Baseado.

Fatos esse que aumentaram de Freqüência.
O menino e a Droga nem aproveita a adolescência.

Na rua roubava muito , Fumava de mais...
Pra ele isso era Valentia o resto tanto Faz.

Quatro dias se drogando.
Agora se ajeita para ir roubar.
Depois de algumas Lojinhas.
hoje o ponto é um Bar.

Fazer a fita e sustentar seu vicio.
Pois o Baseado não quer Largar.

Ele Alucinado acha que tem peito de Aço.
A arma para essa fita um revolver de Plastico.

Voz de Assalto.

Passa toda grana do caixa.
Ele Grita .

Não se ligou na Situação.

Tinha um PM a Paisana com uma coxinha na mão.
Sacou sua arma e do Menino Acertou o coração.
Muito Tragico.

No caixa 30 reais, ele morreu com sua arma de plastico.

Com sua morte consegue o que sempre sonhou...
Ser reconhecido e nada mais...
Para provar aos Pais

Que o Baseado agora são em Fatos Reais.

André Luis


quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Acredite sem Pensar


Acredite sem pensar


Não nunca parei de acreditar.

Apenas fui sempre o mesmo

Guerreando lutando sobrevivendo


Fazendo-me entender e absorver.

Absorver sem subverter.

Que a realidade da vida não se pode deter.


Nunca parei de acreditar.

Teu choro e teu soluçar.

Nunca impediram de lhe venerar.


Ser forte quando todos já se foram.

Ser forte quando a guerra for adulta.

Porque na sobrevivência ninguém se camufla.


Acreditar...


Que as coisas ruins passam pode acreditar.

Que na espera de um milagre, há fé te faz alcançar.

O bem vem tem que acreditar para alcançar.


Tem que acreditar.


Nunca pare de desejar e ser for dura à queda.

Bem rápido será o levantar...

Então não pode desanimar...


Os inimigos estão querendo sua queda.

Então não erra...

Acredite sem pensar


André Luis

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sou Voces


Sou Vocês

Eu sou amigos

Sou verdade

Sou sorriso

Sou boxeador

Não sou Sparring


Eu sou a voz

Sou também o silencio

Sou de força

Mas tambem de sentimento.


Sou de família

Mas não sou de multidão.

Sou sincero

Mas sou de gratidão.


Sou Alessandro buzo

Sou Emerson Alcade

Sou Mel Duarte

Sou Vato - Crias das Ruas

Sou Lutter

Sou Ana Fonseca

Sou Daniela sou Japão viela17

Sou Tubarão do Lixo

Sou Jessica Balbino

Todos do coração


Sou Priscila Sou Cislando

Sei todos estão guerreando


Sou SarauSuburbano Eu Sou Assim

Sou Diadema Mas to sempre no Itaim


Eu sou assim,Quem quiser gostar de mim Eu sou assim.


Sou Cronica Mendes

E tantos outros que não vem na mente


Sou suburbano convicto totalmente convicto

Que Nas palavras não tem disperdicio.


Sou dor mas também sou amor...

Sou do frio mas também do calor

Sou fuzzil...


Somos poetas mas que sejamos poesia

E que vivamos nossa essência todos os dias...


Sou respeito sou verdade sou simplicidade.

Eu sou eu sou...

Sou vocês meus Amigos de Verdade.


andré luis

sábado, 23 de julho de 2011

Vidas


Vidas

A vida se mostrar e não brinca com a fé.

As guerras vem e você está de pé?

Cada vida com seu valor talvez uma ponta de dor.


Respeite os vivos pois os mortos não poderão te respeitar.

Na vida muitos insistem em permanecer vivão.

Outros só vem, logo se vão.


Respeite a vida alheia.

Aqui tudo é real não se vê sereia

Nadando na privada dos banheiros.


Não brinque erga a cabeça insista.

Insista só se for de insistência.

Dizem que os fracos não tentam

Por conseqüência não insistem.


Fecham se os olhos e logo a fama vem.

E aos que abrem sofrem também.

Respeito ao fim se é assim que o fim vem.

Ao abrir a guerra, fecham se os corpos do além.


Já somos de luta...

Luta pela sobrevivência.

Pois daqui não se vive só sobrevive.

Sem lamentar apenas marcar onde sempre estive...


Vida essa é a vida e seus limites.
Será?
O limite é voce quem dá

sábado, 9 de julho de 2011

MEUS DIAS



DEUS.

Tenho falado tanto contigo.
Tenho agradecido pelo meu minino.

DEUS.

Venho pedindo uma solução.
Venho sentindo no meu coração.
Deus é mais é a conclusão.

DEUS.

Agradeço por me manter Firmão.
Apesar dos Pesares...
To legal to Vivão.

DEUS.

Vou no Silencio pra trazer Meditação.
Centralizar os bons sentimentos
Pra que meu Filho fique BOM.

DEUS.
Conheces tú meu coração.
Não trato ninguem com Desdem.
Tenho Plantado Amor Pra Colher o Bem.

DEUS.

Sei que tudo ficará solucionado.
Sei que meu filho é um Guerreiro NATO.
Eu Sou Apenas mais um...
Pedindo a DEUS que esse problema
Seja Solucionado...

"DEUS É MAIS E ESTÁ DO NOSSO LADO"

ANDRÉ lUIS

quarta-feira, 29 de junho de 2011

DOAÇÃO DE SANGUE




Bom Amigas e amigos.

como é de conhecimento de alguns amigos meu filho esta na UTI de um hospital por ter nascido prematuro e esse Final de Semana Ele foi examinado e estava com ANEMIA tendo assim que como eles dizem la TOMAR Sangue uma Tranfusão de Sangue.
e utilizou o Sangue do banco do hospital porem preciso da ajuda de quem se sentir a Vontade para ser DoaDor de Sangue em nome do meu filho.

Quem sentir de ser Doador aqui vai os Endereços.

INFORMAÇÃO IMPORTANTE SEREM PASSADA NO ATO DA DOAÇÃO.
O PACIENTE - LUIS GABRIEL FREIRE DE VASCONCELOS
QUARTO - UTI NEO
LEITO R2-20
HOSPITAL QUE MEU FILHO SE ENCONTRA É - HOSPITAL DA LUZ - ANTIGO VILA MARIANA



HOSPITAL CARLOS CHAGAS
RUA:CORONEL PORTILHO,76 - CENTRO - GUARULHOS
TEL-011 3660-6040
HORARIO 2 A 6 DAS 8:00 AS 16:00


HOSPITAL BRASIL
RUA VOTUPORANGA,115 - VILA DORA - SANTO ANDRÉ
TEL-3660-5981
HORARIO 2ª A 6ª DAS 8:00 AS 16:00
SABADO DAS 8:00 AS 12:00

HOSPITAL SANTA PAULA
AV. SANTO AMARO,2.468 - VILA OLIMPIA - SP
TEL: 3660-5972
HORARIO - 2ª A 6ª DAS 8:00 AS 16:00

HOSPITAL BANDEIRANTES\HOSPITAL GLORIA
RUA: BARÃO DE IGUAPE,212 - 2º ANDAR.
LIBERDADE - SAO PAULO - TEL - 3660-6040
HORARIO 2ª A 6ª DAS 8:00 AS 16:00


OBS: É UMA REPOSIÇÃO DO BANCO DE SANGUE PORTANTO TODOS PODEM SEREM DOADORES.
MAS É DE SUMA IMPORTANCIA POIS PRECISO CHEGAR NUMA QUANTIDA X DE LITROS PARA MEU NOME SAIR DESSA PENDENCIA QUEM PUDER AJUDAR EU SEMPRE SEREI GRATO


OBRIGADO DESDE JÁ
ANDRÉ VASCONCELOS - @SEMPREANDRE

sábado, 18 de junho de 2011

Não Me Vendo.



No Inicio era o Verbo
E o Verbo se Fez Carne.
Daqui um tempo sem Alarde.
Só não me Convence os Covardes.

Quando tú não está bate no Peito.
e Diz que é o dono da Cidade.

Sou real e tenho meu valor.
Não me vendo ta entendendo doutor.

Vida simples sempre em Vigilância.
eu vou até onde o Sonho Alcança.

As vezes sem dinheiro.
As vezes no Veneno.
Mas nunca me Calaram.
Sempre falo o que penso.

Falo de amor mas falo dessa Dor.
Muitos essa dor insistem em maquiar.
Aqui eu vivo Guerreando,Pode vim Pode Acreditar.

Não quero ser Jurado.
Não sou Espectador.
Falo da Realidade.
Da minha Realidade que ninguem presenciou.

Não Procuro Status.
E não ando com covardes.
Eu Sou a Ferida Aberta
Que Infecciona e arde.

Se todos no inicio se fazem Carne.
Ao Fim Muitos São Só Disfarce.
Uns Cumprem o Desejado.
Outros so Cobiçam e não honram o legado.

Aos Pé de Breque de Plantão
O dedo do meio em Riste.
Diria Meu Mano Tubarão.

E pra afirmar que aqui não Falta Carater.
Vamos Viver Guerrear e Recitar.
Salve a Poesia Viva pra tambem Protestar.

André Luis



segunda-feira, 13 de junho de 2011

Educa & Ação



Muita atenção nessa hora.
A Verdade é Dura não Apavora.
Nada de cara Feia,aqui ninguem te consola.

Vamos Fazer Acontecer.
Não Custa nada depende de Você.

Educação e Respeito
Onde Quer que vá.

No onibus ao Subir uma Gestante.
Ceda seu Lugar para ela Sentar.
#Não Custa Nada.

No Metro.
Espere aos que vão sair para Depois entrar.
#Não Custa Nada.

Sei que os Canalhas Envelhecem.
Porem a Falta de Respeito com os Idosos é Tamanha.
Ve se não Esquece.

#Não Custa Nada.

Comprovando que Dinheiro não traz Respeito.
Ontem vi uns PlayBoys que para entrar no Metro.
Seis Pessoas cairam ou se Declinou.

Respeito é o Lema Soletrou.

Se houver pressa em meio a multidão.
Por aqui costuma-se pedir Licença Sugestão.

E se você se acha além dessa Sugestão.
Demonstre que os Brutos tambem Amam.
Peça Perdão.

E se mesmo Assim não entendeu a Reflexão.
Realmente não era para ter lido a Indignação.
É preciso Muito Sentimento e amor no coração.

Respeito e Principios talvez seja a Solução.

Olhe para o lado e se for necessario.
Ajude seu Irmão.
#Não Custa Nada Não.

#Não Custa Nada.
#Nada Custa Não.
Sentimento de Respeito.
Faz Bem.
Isso Nunca será em Vão.

Andre Luis

sábado, 4 de junho de 2011

O Limite

Não Mintas para Você.
Não Mintas em Dizer...
Que no Amor não Sentes Prazer.

Não Mintas para Você.
Não Mintas em Dizer...
Que na Dor você não pode Aprender.

Não Mintas para Você.
Não Mintas em Dizer...
Que Mentir é preciso pra Sobreviver.

E Eu não posso mentir
Mentir e dizer
Que a vida é muito Simples
E que não tenho que Lutar para Sobreviver.

Que nada é tão Dificil
E pra te Fazer Feliz
Eu não vou ficar Mentindo...


André Luis


segunda-feira, 23 de maio de 2011

Aos Amigos (A Carta )

AOS AMIGOS

Eu... é desde de já que vou agradecer.
Aos grandes amigos que me fizeram sorrir no meu sofrer.
Isso me fez entender...

Que eu não posso dizer...
Que não existe amor em SP
Sendo que tenho a voces no meu viver.

Eu sinceramente jamais vou esquecer.
de voces amigos meus.
essa vai pra voces em forma de poesia.
Porque é meu melhor é o que melhor sei fazer.
Vato
Luter
Japãoviela17
Daniela
Alessandrobuzo
Jessica balbino
Agradeço no Viver...
E a tantos outros que mesmo sem saber so pela ausencia, de nós quis saber

Agora todos estão bem eu sei vão ficar melhor.
A gravidez foi de risco
Mais uma vez Deus foi maior...

pra ela parto depois UTI
pra ele pós nascimento UTI neonatal
para os dois meu amor mais profundo o que nunca foi banal.

para ela gravidez de risco, só eu sei o quanto ela sofreu
alias só ela e deus sabem pois eu só imagino.

pra ele a guerra começou , nascido com menos de 7 mes.
pra ele a guerra é respirar,fazer tudo nele articular.
coloquei minha fé pra trabalhar
e ele logo no nascimento me demonstra que a guerra vai guerrear.

aos medicos em seu nascimento precisaria entubar...
e meu filho disposto a guerrear contrariou os medicos.
sozinho ja conseguia respirar...

agora é um dia por vez...
deram prazos a ele
mas quando na incubadora isso lhe falei...
ele apertou com força meu dedo com sua mãozinha
eu sei que ele respondeu.

Pai...

eles novamente surpreenderei...
eu entendi meu filho e de alegria chorei

minha esposa se recupera bem
e em casa logo estará
e o prazo que deram de saida do hospital ao meu filho
ah...

esse prazo com certeza diminuirá.
porque meu filho é como eu...
(Sempre Disposto a Lutar).

obrigado a todos.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Temos Direito


Temos Direito


Eu queria sorrir e sempre me impediam.

Nas ruas preconceitos aconteciam.

Eu senti de todas as formas e lugares.


A cada sonho uma desilusão pra concretizar.

Se fosse de ônibus era para assaltar.

Se estivesse de carro o delito estava a se consumar.


E se andasse só na rua, outros meliantes, eles ficavam a procurar.

Nunca tive a paz que tanto procurei.

Sempre fui assim e nunca mesmo rejeitei.


Porem ninguém perguntava se um dia eu sonhei.

Na saída da escola era briga todo dia,mas relutei.

Sempre falavam de mim, pois o silencio sempre foi meu amigo.


Em multidão nunca andei, sempre fui alvo dos “dentro da lei..”

Tomando um vinho na calçada era um foragido.

Se entrasse para casa, estava fugindo.


Se intacto ficava a eles me perguntavam, esta fingindo?

Mas no bairro quando era preciso de um deles.

Cadê? Ninguém achou...


Era um matando o outro, terra de ninguém...

E se é assim a lei, cada um por si, quem puder pode atirar...

Atire e não se preocupe com o que virá.


É terra de ninguém dos “Dentro da Lei”

O premio por uma chacina aqui é uma 12 e fama de rei.

Porem não quero eu nem saber dos “Dentro da Lei”


Eu sigo no silencio dos fora da lei.

Aqui não se pode é Vacilar tem que honrar a família, sem mentira,

Tem que lutar, você que acha que não sei...


Não vai pra grupo dos “Dentro da Lei”


André Luis

Fazer Direito

Eu queria sorrir e sempre me impediam.

Nas ruas preconceitos aconteciam.

Eu senti de todas as formas e lugares.

A cada sonho uma desilusão pra concretizar.

Se fosse de ônibus era para assaltar.

Se estivesse de carro o delito estava a se consumar.

E se andasse só na rua, outros meliantes, eles ficavam a procurar.

Nunca tive a paz que tanto procurei.

Sempre fui assim e nunca mesmo rejeitei.

Porem ninguém perguntava se um dia eu sonhei.

Na saída da escola era briga todo dia,mas relutei.

Sempre falavam de mim, pois o silencio sempre foi meu amigo.

Em multidão nunca andei, sempre fui alvo dos “dentro da lei..”

Tomando um vinho na calçada era um foragido.

Se entrasse para casa, estava fugindo.

Se intacto ficava a eles me perguntavam, esta fingindo?

Mas no bairro quando era preciso de um deles.

Cadê? Ninguém achou...

Era um matando o outro, terra de ninguém...

E se é assim a lei, cada um por si, quem puder pode atirar...

Atire e não se preocupe com o que virá.

É terra de ninguém dos “Dentro da Lei”

O premio por uma chacina aqui é uma 12 e fama de rei.

Porem não quero eu nem saber dos “Dentro da Lei”

Eu sigo no silencio dos fora da lei.

Aqui não se pode é Vacilar tem que honrar a família, sem mentira, tem que lutar.

Você que acha que não sei...

Não vai pra grupo dos “Dentro da Lei”

André Luis

.

terça-feira, 26 de abril de 2011

O Hoje MORRE Amanhã


O Hoje MORRE Amanhã


Misturada Multidão
Muitos Mesmo Mentindo.
Morrem Mutilados Mercenários.

Ontem Ostentava Orava.
Olhos Opinaram Os Olheiros.
Obtiveram Outrora Ostentação.

Raiz Ruim Recebeu.
Raramente Risadas Refez
Relevou Risos Ruins.

Tentaram Titularizar Todos.
Tambem Tentaram Tizorar Tudo.
Todos Tramaram.

Eles Eram Errados.
Elementos Entitulados,Enojados.
Errei Eu ?
Em Expressar Essa Estupida Era.

André Luis





quinta-feira, 14 de abril de 2011

Você Mentiu


Você Mentiu


Ninguém se importou, mas ela veio.

Ninguém conseguiu se programar.

Aquele dia foi triste céu nublado, tempo feio.


Ate parecia que não iria ser assim.

Você se consome e assim não dá

E adormece quando é pra acordar.


Jura que se cuidou...

Que nunca recusou...

Que anda bem certinha


Do jeito que o rei mandou...

Mas o tempo nos trouxe explicação.

Sempre mentiu, afirmando precaução.


E agora nos mostra preocupação.

O que ta feito, ta feito.

Você que mentiu e abusou.


Diz que foi vacilo

E que varias vezes recusou.

O povo vê e não quer crer.


Você esta morrendo sem perceber.

Utilizou do artifício agora paga pra ver.

Tantos lhe avisaram que iria se dar mal.


Você usou abusou, utilizou agora é real.

Quem te quis já não quer mais.

Tudo aquilo que foi teu, você perdeu.


Foi avisado conversado e você se corrompeu.

Foi assinado, foi lavrado e ate sacramentado.

Foi pensado e você se contorceu.


Que faria mesmo, que o problema era seu.

Agora tome as conseqüências.

Você vai ficar sozinho.


Quem assina uma mentira.

É que só anda em desalinho

Você usou não se importou.


Não previu.

A verdade é Vida

E a morte há, pra quem mentiu


André Luis

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Anatomia da Dor

Anatomia da Dor


As mãos não acenam mais.

O coração ainda pulsa.

Calafrios a muito não sentia.


Na alma o medo

No medo a proposta.

A dor da alma que chora.


Os meus braços já não te acalantam

Os meus olhos já não brilham

Por sua falta meu corpo se esconde, fica de canto.


Não procuro por você.

Tente me entender.

Foram tantas idas

E você nunca a perceber.


Que meu coração palpitava.

Pressentia a sua chegada

Você chagava e não me olhava.


Minhas pernas bambeavam

As mãos transpiravam.

As falas desnorteavam


Os olhos retratavam

A voz de tanto gritar se calou.

Aquele sentimento tão bonito

E agora nem sei quem sou


Seria muito fácil transpassar.

Essa dor que insiste em maltratar.

Vem magoa quando passa sem me olhar


Resumo dessa anatomia sangrando.

“Sorrir quando tudo em nós esta chorando.”


Não se sente amor quando somente um está implorando.

Isso é se humilhar e no amor o sentimento é mutuo.

quinta-feira, 24 de março de 2011

A Rua do Menino


A Rua do Menino


Corre menino,
Pode brincar
Pião bolinha de gude,bola pra jogar.

Vai menino...
Aqui ninguém te ilude.
Todos falam a verdade.
Mesmo sentindo um amargo que arde...
Vai menino..
vai menino Rude.

Pode gritar menino...
Ninguém vai te repreender
Aqui diga sempre a verdade
E perceba o som que vai fazer.

Vai menino...
Sobe a escada e se quiser depois desce.
E depois de correr se despeça não esquece.

Se cair levante nunca fique ao chão.
E se acaso cair levante novamente. Porque não.

Vai menino vai...
Vai procurar onde dormir
A noite aqui e congelante.
E o mal pode surgir

Vem menino ou vai...
A liberdade é toda tua
Aqui onde vivemos cada qual toma conta da sua.

Corre menino...
Você pode ate chorar.
Mas que passe logo
Rápido precisa se recuperar...

A noite já esta chegando
E você precisa se achar.

Bebidas agressão prostituição
Eu sei foi difícil ficar.

Mas agora esta livre , pra fazer o que quiser.
A rua é sua e o mundo é seu
Porque aqui ninguém te acolheu

Vai menino ou vem...
Aqui é cada um por si
Você está só e eu também.

Quem sabe amanhã ao acordar.
Seja onde for ,seja em qualquer lugar.
Voltemos a nos encontrar...
Mas vai menino...
Ou vem pra cá...

Nas esquinas da cidade...
Todos nós somos indignos...
E se eles me consideram um bandido por não ter onde morar.
Eu nomeio o governo covarde omisso e sem escrúpulos

Mas...
Resista menino
Para sobreviver você tem que agüentar
Porque aqui na rua, não adianta chorar.