Poeta André Vasconcelos

Poeta André Vasconcelos
Mensageiro Natural de coisas Naturais

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Sentimento Só

   Sentimento Só

Esqueça que um dia amei você.
Muito dispersa nunca entendeu o que eu quis dizer...
Pare e pense...
Talvez conseguiríamos fazer o amor sobreviver.

Porem esta difícil...
Nunca vi você dar o braço a torcer...

Espere...

Ouça um pouco o que tenho há te dizer.
Elas vêm de quem respeita você...
Vamos conversar.
Sem bate boca, queira sentar...

Percebi...

Seu sonho é pouco e nele não cabe a mim.
A gente sofre, mas chegou no fim.
O fim é triste, pra quem não gosta de si.

Ai de mim...

Percorrer a caminhada sempre a sofrer.
E é por isso que hoje venho te dizer...
Esse sofrimento vai se interromper

Resolvi viver...

E você tente perceber.
O mal que faz a si mesma fingindo não entender.
Que o amor é pra sentirmos a Dois.
Se for pra sentir por um só, fica sem fundamento.
E a relação fica nesse clima
Aonde ninguém vai se entendendo

Pois não há amor que resista desavenças.
Um magoando o outro.
Não tem sentimento que vença.

Meu coração se esvaziou quando você se foi...
Porem inevitável é, a separação.
           
Amor é pra ser sentido a “Dois”.
Se For para amar "Sozinho”
Prefiro ficar com a “Solidão”
                                                           Autor – André Vasconcelos

3 comentários:

Germano Gonçalves disse...

Gostei cara fez me lembrar de uma frase minha: "Hoje minha amada chora por não saber perdoar, quando pedi pra voltar", legal mesmo, valeu!

Alice Zion disse...

POrque é sempre assim, só valorizamos quando perdemos?!
Mesmo quando já temos uma certa experiência, cometemos esse erro fútil pelo simples fato de não querer que a dor nos acompanhe. POXA! Cadê todo aquele romantismo, cujo as pessoas simplesmente se amavam/apaixonavam sem pedir nada em troca?! Se isso o que vivemos agora, cibernéticos, desculpem-me, mas prefiro regredir

Walner Danziger disse...

Salve, poeta.Respeito. Escrevendo melhor a cada dia, assim que é. Variando temas e
intensidade.Precisa colar mais nos rolês pra compartilhar mais ao vivo esses versos com a rapa, mano. Grande abraço, André.Tamu junto.