Poeta André Vasconcelos

Poeta André Vasconcelos
Mensageiro Natural de coisas Naturais

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Um Grito de Dor



Um Grito de Dor

Ouço gritos fortes.
A luz daquela sala
Nem era tão clara.

Perceptivo ao Anoitecer.
Um grito forte no ambiente
Todos a esmorecer.

Olhar transborda lagrimas
Alma Grita, grita Alma
No silencio da noite
O grito tira minha calma.

Tumulto e desespero.
Naquela noite se ouvia
A voz gritava, gritava.

Sentimento bendito
Graças ao teu amor
Eu grito

Amei ate nos momentos difíceis.
Não houve gritos...
A simplicidade dos sentidos.

Mas se novamente for preciso.
Pelo seu amor.
Eu grito e grito, eu grito.

Gritar para que os ouvidos do amor
Possam ouvir a alma que canta.
Uma ponta de dor.

André Luis

6 comentários:

SANDRO SUSSUARANA disse...

olha cara...

suas poesias sao muito tocantes...

espero um dia poder escrever desta forma.

abs...

@SandroSussuarana

Ronaldo Nunes disse...

Um grito pelo o amor...

mais uma vez meus Parabéns meu irmão!

Daniela Mara disse...

Mais amor sempre! bjs

Daniela Mara disse...

Mais amor sempre! =)
Parabéns pelas palavras!

Jubs disse...

Nossa como sempre suas poesias mexem muito comigo. Parabéns!

Juliclécia Farias disse...

Suas palavras despejam simplicidade, tudo que uma uma poesia precisa para tocar os corações. Parabéns, Andre. =)

@juliclecia