Poeta André Vasconcelos

Poeta André Vasconcelos
Mensageiro Natural de coisas Naturais

terça-feira, 16 de novembro de 2010

O Preço da Vida


O Preço da Vida

2ª parte: Emergencia 720



2 da manhã, gritos correria
Chega um carro buzinando, gritaria interna
Vem pega me ajuda com essa menina.
Jovem ainda 22 anos era muito, nem parecia.

Taxista desatencioso ao telefone isso é todo dia
Bate três vezes no carro desses jovens
O dono do carro gritava, você é cego não enxerga.

O taxista, tenha calma eu não vi, vem senta e conversa.
Adolescente sai do carro gritando e dizendo.
Vou te quebrar taxista, o bicho vai pegar.

Ele cumpriu a promessa de valentia, foi pra cima.
Ensangüentado o taxista cai, chega ajuda, vem oito e gritam tem mais.
E o vulgo valente por alguns segundos pensou ser super herói.

Como já era previsto o super herói se fere toma uma surra.
Sua Irma dentro do carro, não se contem, e vai, solta ele alguém me ajuda.
Taxista com uma faca difere dois golpes no valente, caído ele fica.

E sua irmã que chegou pra ajudar, mas não avisaram aquele taxista.
Com adrenalina a mil, pega a irmã do valente, mais três facadas na barriga
Sangue muito sangue, gritava um que a apartava a briga.

Região Santa Cruz perto do shopping.
Quatro jovens dois deles aparentemente embriagados
A valentia de um adolescente na realidade

Fez daquela noite bem trágica
O fato, um esbarrão em um carro
O valor da vida em segundo plano é assustador.

Cinco horas depois do acontecido, a propósito
Sua irmã não agüentou, entrou em óbito

O quanto vale sua vida.
O quanto vale a vida.
O ser humano parece não gostar viver.

4 comentários:

Alice ϟion Oliveira disse...

Realmente, nossas vidas estão valendo pouco... E em muitos casos como esses, quem paga por ela é justamente quem nos ama, pois estamos presos de mais em grandes coisas superficiais

Juliclécia disse...

Meu Deus, que medo !
Como sempre, me fazendo sentir, não é ? Eu me pergunto o porquê de tanta coisa, mas resumo a violência em "FALTA DE AMOR". Amor, palavra que transforma almas, percorre grandes barreiras, mas, ainda assim, hesitamos em fazer com que a mesma se torne parte de nossa vida. É triste saber que o mundo não necessita de nada, mas PRECISA de tudo. Parabéns, André. As pessoas precisam de almas como a sua. Escreva sempre, porque a sua sensibilidade de ver e perceber as coisas como realmente elas são é coisa rara e não está muito presente em nosso meio, pois estamos, a maioria das vezes, 'ocupados' tentando ganhar um talão de cheque para deixar a conta bancária mais gorda. É triste, mas é verdade.

@juliclécia.

Jubs disse...

Ótimo texto, como sempre seus textos me surpreendem. Quanto vale realmente a nossa vida, temos que pensar bem. Parabéns nego (:

vato cria das ruas... disse...

no mundo em que vivemos o amor esta na UTI a vida perdeo o valor por nada se mata por nada se morre corpos vazios caminham com olhares perdidos sem direção! poema realista titiu seguidor de planão salve salve
@criadasruas
varios talentos sumemu...