Poeta André Vasconcelos

Poeta André Vasconcelos
Mensageiro Natural de coisas Naturais

domingo, 15 de agosto de 2010

Agora

Verdade simples vem da alma
Dificuldade vivida aprende-se a calma
Se não captar o sentimento, vem na palma

Esse é o momento de se achar
Não fico aqui um minuto se for pra calar
Nas poesias que escrevo ou nas musicas a relatar

Chegou o momento não vou me calar vou fazer
Calar pra que se o sentimento vem absorver
Contar o que seja real e aplicar o proceder

O peito se aperta porem me faço entender.
Que o momento é agora sem retroceder
As decisões nos esperam não da para conter.

Se o sentimento é de perda reviva um novo querer
Desistir são para os fracos
Os fracos se sobressaem em que

A guerra é intensa o fim nós nunca iremos ver
Persistir no que acredita é fundamental para vencer.
A decisão é individual então faça acontecer

André Luis

2 comentários:

SANDRO SUSSUARANA disse...

mto linda a poesia irmao... tamu junto mermo. e essa citação q fiz olha só: "o silêncio é uma prece e a Poesia uma bala,pela boca se dispara na mente dos inconscientes" . Salve a poesia!

SANDRO SUSSUARANA disse...

o irmao mto respeito heim. mto linda a poesia. da uma lida nessa citação q fiz : "o silêncio é uma prece e a Poesia uma bala,pela boca se dispara na mente dos inconscientes" Salve a poesia Tamu Junto!