Poeta André Vasconcelos

Poeta André Vasconcelos
Mensageiro Natural de coisas Naturais

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Quase

Nesta data eu quase esqueci quem era eu.
Fui de encontro ao inimaginável ilusório.
A corrente que trancafia qualquer sentimento.
Eu quase deixei ela me dominar por um tempo.

Foi indesejável porem foi necessário.
Teria sido importante se não houvesse rabiscado.
A folha em branca que eu deixei na cabeceira da cama.

Rabiscada sim, ela em linhas sinuosas.
Rabiscada talvez por ser teimosa.
Talvez sua exatidão, que se fez perigosa.

Sentimento e eu e meu silencio lagrimas ao lenço.
A voz embargada, a luz bem calma o açoite que afaga.
O delírio de um sonho a prisão que liberta.
A canção das flores e espinhos dos amados e das amadas

Quase deixei de ser quem sempre quis ser.
Por pouco se apaga a luz do amanhecer.
Por quase nada meu tudo escondido
virou um nada perdido.

Tentando por aqui sobreviver.
de quase nada fazer do alvorecer.
A impulsão para meu viver.
A minha vida é pura poesia.
E eu na solidão sem perceber.

André Luis

4 comentários:

SANDRO SUSSUARANA disse...

muito boa poesia irmao. e iso aew #tamujunto!

muito respeito, chegando desta forma sem receio, apresento neste isntante André vasconcelos, Meus parceiro!

Anônimo disse...

Good evening

Great share, thanks for your time

Anônimo disse...

By us at the moment to
buy more low-down and facts
regarding Drop in on us contemporary to buy more low-down and facts anyway [url=http://maszyny-lesne.dogory.pl]Maszyny leśne[/url]

Anônimo disse...

Come us now to obtain more details and facts regarding to

[url=http://www.dymatize-nutrition.pl]Dymatize Nutrition[/url]